INCC: saiba o que é e como impacta no seu financiamento

11 de setembro de 2023

Obra

8 minutos

Durante o processo de compra financiada de um imóvel existem alguns aspectos importantes que devem ser observados que influenciam no parcelamento mensal do seu financiamento, como por exemplo, o índice de correção monetária, conhecido como INCC (Índice Nacional de Custo da Construção).

O financiamento imobiliário é uma das alternativas mais utilizadas por quem deseja realizar o sonho do seu próprio imóvel. Inclusive, de acordo com um estudo realizado pela Brain Inteligência Estratégica em parceria com a Associação Brasileira de Incorporadoras e Imobiliárias (Abrainc)83% dos imóveis comprados no Brasil são feitos de forma financiada.

Neste artigo, vamos desvendar o INCC e trazer as respostas para as dúvidas frequentes sobre este assunto, com todas as informações que você precisa saber para se organizar financeiramente antes de adquirir um imóvel na planta. Continue a leitura para saber mais!

O QUE É O INCC?

O INCC é um indicador que mede a variação mensal dos custos de materiais e serviços relacionados à construção civil. Ele é utilizado para reajustar os valores das parcelas do financiamento imobiliário que estão ligadas à construção do imóvel.

Quando você adquire um apartamento financiado na planta, conforme a obra avança, os custos associados à mão de obra e aos materiais costumam variar e isso afeta o valor total da obra e, consequentemente, o montante a ser financiado.

Ou seja, até a entrega das chaves, o consumidor precisa pagar o INCC, índice que ajusta o valor das parcelas de acordo com as variações de custo da construção, evitando assim desequilíbrios financeiros tanto para o consumidor como para a construtora, e assegurando que a construção prossiga conforme o planejado, mantendo a transparência e a responsabilidade mútua.

COMO É FEITO O CÁLCULO?

O cálculo do INCC é baseado em uma média ponderada de custos de diversos materiais e serviços utilizados na construção civil, como mão de obra, equipamentos, serviços, matéria-prima como cimento, tijolos, revestimento, encanamentos, entre outros materiais.

O INCC é calculado mensalmente e divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) para sete capitais brasileiras: três no Sudeste (Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte), duas no Nordeste (Recife e Salvador), uma no Centro-Oeste (Brasília) e uma no Sul (Porto Alegre).

Em julho de 2023, foi realizada uma atualização na estrutura de ponderação do índice, a partir de orçamentos analíticos cedidos por construtoras de expressão no cenário nacional. Esta atualização possibilitou que o índice passasse a ser calculado para distintos padrões construtivos (econômico, médio e alto), nas sete cidades componentes do INCC. Para conferir a atualização, CLIQUE AQUI!

POR QUE O INCC IMPACTA SEU FINANCIAMENTO?

Para entender como o INCC impacta as parcelas do seu financiamento imobiliário, é necessário considerar que a maioria dos contratos prevê que as parcelas sejam reajustadas mensalmente com base nesse índice. Dessa forma, quando o INCC aumenta, as parcelas do financiamento também são reajustadas.

EXEMPLO:

Você financiou a compra de um apartamento em construção (na planta) e o valor total do imóvel é de R$ 300 mil, com parcelas mensais de R$ 1.500. Suponha que, durante a construção, o INCC acumulado seja de 5%.

No primeiro mês, a parcela seria de R$ 1.500No segundo mês, com o reajuste do INCC, a parcela passaria a ser de R$ 1.575 (R$ 1.500 + 5% de reajuste). Esse reajuste aconteceria a cada mês até o final da construção.

Sendo assim, até a entrega das chaves do seu imóvel é importante estar ciente dessas taxas e variáveis, e busque ter uma reserva de dinheiro para evitar entrar em uma dívida que você não consiga pagar até o fim do contrato.

QUAL A IMPORTÂNCIA DO INCC?

O INCC é importante para garantir que o valor do financiamento esteja atualizado de acordo com a variação dos custos da construção civil. Isso evita desequilíbrios financeiros para as partes envolvidas, ou seja, tanto para o financiador quanto para o cliente.

Ao utilizar o INCC como indicador de reajuste das parcelas, o valor do financiamento se mantém alinhado com os custos reais da construção. Isso é fundamental para garantir que o cliente não pague a mais nem a menos do que o valor realmente investido na construção do imóvel.

Além do INCC ser importante para o setor da construção civil, ele tem grande influência no mercado de investimentos do país, como por exemplo em investimentos no setor imobiliário na Bolsa de Valores, nos fundos imobiliários e CDI (Certidão de Depósito Interbancário).

Isso ocorre por conta da alta da inflação que gera o aumento da taxa básica de juros no Brasil, conhecida como Taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia), que é usada pelo Banco Central para influenciar as outras taxas de juros do país, praticadas por bancos e demais instituições do sistema financeiro.

 

https:///cdnstorageadn.blob.core.windows.net/blob-storage/2023/9/INCC-saiba-o-que-e-e-como-impacta-no-seu-financiamento161399aa9bf865244deebebdc55c840c9e13.jpeg

O INCC é baseado em uma média ponderada de custos de diversos materiais e serviços utilizados na construção civil. (Imagem: Reserva Flor de Lótus de Araraquara em construção)

QUEM PAGA E QUEM RECEBE O INCC?

Ao comprar um imóvel na planta, você fica responsável por pagar o INCC mensalmente durante o período de obra. O índice irá calcular e corrigir o valor das parcelas do seu imóvel.

Outra dúvida comum é sobre quem recebe o INCC. Neste caso, a construtora responsável pela obra do seu imóvel na planta é que irá receber o INCC durante o período da obra.

QUANDO O INCC COMEÇA A SER PAGO?

Assim que você assinar o contrato com a construtora e instituição financeira, já iniciam os pagamentos do INCC, que é cobrado mensalmente e reajustado pela variação do índice. O pagamento do INCC se encerra quando ocorre a entrega das chaves do imóvel.

POR QUE É IMPORTANTE PAGAR O INCC?

Pagar o INCC é essencial para manter o financiamento imobiliário em dia e evitar problemas futuros. Ao deixar de pagar o INCC, você pode acumular uma dívida com a instituição financeira e ter seu nome negativado, o que pode prejudicar sua capacidade de obter crédito no futuro.

https:///cdnstorageadn.blob.core.windows.net/blob-storage/2023/9/INCC-saiba-o-que-e-e-como-impacta-no-seu-financiamento1613fc5d0a039f3d4dd2b7c1e03de19076bd.jpeg

Quando o INCC aumenta, a taxa de obra também pode ser reajustada. (Imagem: Reserva das Amoreiras de Franca em construção)

QUAL É A RELAÇÃO ENTRE O INCC E A TAXA DE OBRA?

Embora o INCC e a taxa de evolução de obra estejam intimamente relacionados, eles não são sinônimos. A taxa de evolução de obra é um indicador que reflete o progresso efetivo da construção, enquanto o INCC se concentra nos custos associados.

Por exemplo, imagine que, devido a atrasos na obra, a taxa de evolução seja de 70%, mas os custos tenham aumentado substancialmente devido a inflações nos materiais. Nesse cenário, o INCC entraria em cena para ajustar as parcelas, independentemente do progresso físico da construção.

Quando o INCC aumenta, a taxa de obra também pode ser reajustada, garantindo assim que os custos da construção sejam repassados corretamente aos compradores dos imóveis.

QUAIS SÃO OS TIPOS DE INCC?

Atualmente, são três tipos de INCC: o 10, o M e o DI, e o que os diferencia é o período de coleta de dados, que também chamamos de intervalo de análise de dados.

Segundo o Ibre/FGV, o período de coleta de cada INCC é o seguinte:

• INCC-10, entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência;

• INCC-DI, entre o 1º e o último dia do mês de referência.

• INCC-M, pesquisado entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência;

https:///cdnstorageadn.blob.core.windows.net/blob-storage/2023/9/INCC-saiba-o-que-e-e-como-impacta-no-seu-financiamento161396ce511eeb374210a0000bcd311c63a3.jpeg

Gráfico mostra o INCC-M acumulado nos últimos 12 meses, de setembro de 2022 a agosto de 2023. (Fonte; FGV)

– INCC-10: segue a evolução dos custos na construção civil e faz parte do Índice Geral de Preços-10 (IGP-10).

– INCC-DI: as letras DI significam “Disponibilidade Interna”, essa modalidade integra os 10% do IGP-DI.

– INCC-M: a letra M significa “Mercado”. Essa modalidade compõe 10% do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M).

 

FALE COM A SUA CONSTRUTORA!

Para saber mais sobre o cálculo do INCC e as atualizações das parcelas, é fundamental manter uma comunicação clara com a construtora do seu imóvel financiado. Certifique-se de acompanhar os comunicados da empresa e esteja ciente dos períodos de reajuste mensal.

Lembre-se, a Livon está ao seu lado, pronto para guiar você em todo o percurso da sua jornada para a conquista do lar!

Escreva sua resposta

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Receba as novidades mais relevantes e imperdíveis do mercado imobiliário e da LIVON.